O Busto anônimo (Leonardo Silva)

 

 

Meus olhos fitam dois montes

Dunas brancas do prazer

Ocultando mamilos e fontes

Seiva humana dos que irão nascer

 

Cresceu em brotos timídos

Sob as alças floridas dos vestidos

E emoldurou-se sob os bojos vívidos

E sensuais revestidos

 

Chamou a atenção dos varões

Tua dupla sedução

Pupulou os sentidos em efusões

Em curvas sinuosas

Dos deleites das paixões.

 

Hoje,anuncia-se em decotes

Revitalizando as vontades

Justiça e integridade  feminina

Cumprindo a solene sina

Das matronas e seus dotes.

 

[28/1/2018]

DEIXE SEU COMENTÁRIO
Like
Like Love Haha Wow Sad Angry